01/09/12

Mineira emagreceu 22kg apenas com dieta

Todo mundo sabe que emagrecer não é fácil, mas isso se torna ainda mais difícil para quem tem dificuldade para mudar os hábitos e o estilo de vida. Para a fisioterapeuta Paola Mendonça Fernandes, de 24 anos, essa mudança foi determinante para perder 22 kg em 8 meses.

”Durante o processo do regime, eu não comia nada calórico e isso me deixava estressada”, lembra a mineira, que mora em Contagem.

Com uma filha pequena em casa e as dificuldades da dieta, essa mudança de humor ficou ainda mais incontrolável. “Um dia, eu fiquei tão nervosa que ataquei um lanche de fast food. Mas, depois que eu comi, eu vi que não precisava ter feito aquilo. Fiquei com peso na consciência”, conta.

O excesso de peso veio depois da gravidez, quando Paola tinha 21 anos. Durante a gestação, ela chegou a engordar 30 kg. “Fiquei com 95 kg. Eu tentava fazer dieta e não conseguia de jeito nenhum”, diz. Mas, um ano e meio depois do nascimento da filha, ela conheceu seu atual namorado, que a indicou uma nutricionista para ajudá-la a emagrecer.

“Quando eu visitei a nutricionista, eu estava com 89 kg. Então, ela montou uma dieta para mim associada a suplementos alimentares e eu comecei a fazer academia”, conta. É importante alertar que essa suplementação só pode ser recomendada por médicos ou nutricionistas. No caso de Paola, a nutricionista receitou suplementos de proteína, para ajudá-la a se recuperar dos treinos na academia.

Com a nova alimentação, a adoção de atividades físicas e a consciência de que ela não podia desistir, o resultado não demorou a aparecer, principalmente na saúde. “Por causa do excesso de peso, eu sentia muitas dores nas articulações dos joelhos, nas costas e hoje eu não sinto mais nada”, conta a jovem.

Ela, que antes comia de tudo, beliscava em qualquer horário e abusava do refrigerante, passou a se alimentar melhor e em intervalos de 3 horas.

“Quando eu faço comida em casa, uso pouco óleo e pouco açúcar. Além disso, só tem arroz integral, carnes grelhadas e opções mais saudáveis”, diz Paola, que levou esses hábitos alimentares também para a filha. “Ela segue muito da minha alimentação. Em casa, não tem biscoito recheado e não faço fritura. Acabamos nos acostumando”, avalia.

Até para as visitas que recebe em sua casa, ela prepara pratos menos calóricos. “Aprendi a preparar refeições gostosas. Eu coloquei na minha alimentação coisas que eu achava gostosas e foi mais fácil de acostumar. Aprendi a sentir prazer na comida saudável”.

Agora, com 67 kg, 22 kg a menos do que ela estava na primeira visita à nutricionista, ela se sente melhor e mais disposta para as atividades do dia a dia. “Eu comecei a trabalhar há pouco tempo. Abri uma clínica de estética e pretendo abrir um programa de emagrecimento para ajudar outras pessoas”.

O segredo, segundo Paola, é estabelecer metas pequenas durante o regime. “Se você for pensar no tanto de peso que falta perder, você enlouquece”, avalia. “Tem que pensar no lado bom e nas conseqüências positivas que isso vai te trazer e administrar isso para manter o ânimo”, recomenda.

Fonte: G1

05/07/12

Facebook e Twitter deixam as mulheres mais violentas e rudes

Pesquisadores britânicos chegaram a uma polêmica conclusão sobre o Twitter e o Facebook: os dois sites são prejudiciais às meninas. De acordo com o estudo, as garotas tendem a ser mais violentas e rudes por conta das redes sociais. Especialistas acreditam que a linguagem utilizada por elas na Internet confirma as mudanças na personalidade.

A assessora de imprensa da companhia Plain English (especializada em treinamento para organizações que buscam se comunicar com o público de uma maneira simples e clara), Marie Clair, acredita que as redes sociais estão criando uma nova forma de se expressar entre as adolescentes.

Segundo ela, a necessidade de dialogar mais rápido, às vezes, acaba criando sentimentos equivocados, que geram muitos problemas. “A linguagem dos jovens, em geral, está se tornando mais direta em comparação com seus pais e com a comunidade empresarial por causa dos canais de comunicação que eles estão familiarizados", observou.

A professora de linguagem e comunicação da Universidade de Oxford, na Inglaterra, Deborah Cameron, acredita que as meninas estão mais agressivas tanto no modo de escrever como no de falar. No entanto, ela acredita que este tipo de comportamento já está se espalhando também entre pessoas do sexo oposto. "As garotas lideram porque acabam se comunicando mais, porém acredito que este comportamento está se espalhando por toda a comunidade”, avaliou.


Fonte: Daily Mail

Banner Buenos Aires

03/07/12

A etiqueta da separação

Alianças quebradasQuando tudo acaba, só há duas saídas: o alívio ou a dor. No primeiro caso, fica mais fácil (não para o outro, claro), mas, no segundo, a coisa muda de figura e é preciso muito autocontrole para não se tornar uma pessoa péssima.

A vida é assim; as coisas começam e terminam, mas existem pessoas que não aprenderam a lidar com isso. Normalmente, as imaturas, de quem nada se pode tirar, pois elas não admitem que o outro pode mudar e querer novas experiências, fazer novas descobertas e seguir adiante.

Pensei nisso ante a verdadeira epidemia de separações no mundo das celebridades, e, se elas que estão sob os holofotes andam se separando, é sinal de que os romances não estão chegando ao fim só para os vips. Uma telespectadora me perguntou no programa de Ana Maria Braga quanto tempo se deve levar para aparecer ao lado do próximo namorado depois do fim de seu relacionamento. Ora, nenhum. Cada um é dono de si. Mas pega bem respeitar um certo tempo regulamentar antes de postar uma foto no Facebook ao lado do novo grande amor, sob pena de transmitir ao mundo que as relações para você são voláteis e sem importância.

Depois do fim de qualquer relacionamento, seja ele amoroso ou profissional, a primeira coisa a ser feita é sumir. Dar um tempo dos mesmos lugares, dos mesmos amigos e curtir a dor. Não dá simplesmente para fingir que ela não existe e não machuca. Você pode se cercar de um monte de gente, cair na gandaia de bar em bar, mas, na hora do travesseiro — aquela —, é o sentimento de luto que prevalece e você, mais cedo ou mais tarde, vai ter de encará-lo.

Como seria bom apagar o passado e esquecer as brigas, o sofrimento, o rosto da pessoa amada e sobretudo os bons momentos, que um dia foram a razão da sua vida e hoje dóem tanto. Mas como seria horrível não se lembrar de nenhum deles. Não há olhar mais bonito do que aquele com um fundinho de fossa, sinal de sobrevivência e muita força para seguir adiante.

Mas esse olhar só tem beleza quando você não faz dele uma bandeira. Se ainda não se sente firme para dar a volta por cima, segure a onda e fique em casa. As pessoas até ouvem o primeiro e o segundo desabafos, mas, no terceiro, você se torna inconveniente.

Para isso existe um bom terapeuta, que tem habilidade técnica necessária para ajudar a reverter o ressentimento. O termo, aliás, é o mais adequado: ressentir, sentir de novo e sentir sempre aquilo que simplesmente não deveria mais existir ou que deveria se transmutar em algo melhor, mais útil, como a sede de não cometer mais os mesmos erros e se corrigir.

publicidade

Não adianta, portanto, fazer do ouvido dos amigos um consultório público — eles podem até lhe dar aquela força nos momentos de maior angústia, mas procure eleger uns dois ou três de confiança e, ao resto, só flores. De preferência, dois ou três amigos que o aconselhem a virar a página e seguir em frente. Não aqueles que fomentem o ódio ou a mágoa.

Porque pior que a tristeza, só o ódio. Procure não falar mal de quem você tanto amou ou de alguém com quem tenha trabalhado sob pena de parecer você sabe o quê. Foi bom enquanto durou, o que passou passou. Pode não ter dado certo com você, mas quem sabe com os outros? E, enquanto deu certo, confesse, vocês foram muito felizes. Poucas situações são tão tristes quanto uma ex que fala mal do ex, um empregado que reclama do antigo trabalho, um chefe que detona o ex-funcionário, um ex-amigo que conta as maiores futricas do antigo companheiro de todas as horas.

Depois de chorar muito e arrastar corrente, o próximo passo é parar de culpar o outro e pensar o que você — é, você — poderia melhorar da próxima vez (apesar de jurar que ela não vai chegar nunca, ela sempre chega). Porque, no fim de uma relação, não existem anjos ou demônios, vítimas ou algozes.

Todo mundo erra e, numa desavença, não existe apenas um culpado. Para seguir adiante, é preciso olhar para si e resolver seus próprios fantasmas. Perdoar sempre, esquecer jamais? Quem inventou essa frase deve carregar um peso enorme; nada melhor do que esquecer o que passou de ruim, as palavras mal ditas num momento de raiva. Leva um tempo, que pode ser curto ou longuíssimo, mas a vida dá tantas e tantas voltas que aquilo que tinha importância de repente não tem mais. E, ao contrário do que se diz por aí, as pessoas mudam, sim — ainda bem.

Isso não quer dizer que você vai cair na roubada novamente. Quem aprendeu com as más experiências geralmente procura se policiar para fugir dos mesmos padrões. É uma questão de inteligência, de sobrevivência, que não implica em perseguir aqueles que por ventura o tenham decepcionado. Por mais certos que se sintam, acredite: paira sempre aquela tristezinha no fundo da alma em nome dos bons momentos que se viveram juntos.

Na hora da raiva, eles parecem não ter existido, mas existiram, sim. E é por causa — e saudades — deles que certas pessoas não perdoam, não esquecem e não relevam, abrindo mão do grande barato da vida, que é mudar para saber receber outros grandes bons momentos.

Fonte: Época, por Bruno Astuto

19/06/12

Detrás do véu, afegã ensina mulheres a se guiarem sozinhas

mulheres afegasNuma manhã de janeiro, há dez anos, a afegã Shakila Naderi tirou a burca que cobria seu corpo todo, sentou-se no banco do motorista e pediu para seu marido ensiná-la a dirigir. Até algumas horas antes, sob o regime do Talibã, ela não tinha direito de ir à escola, votar ou trabalhar — imagine, então, guiar um carro. Hoje, ela proporciona essa mesma liberdade a mais de 300 mulheres.

“Os homens se sentem incomodados quando as mulheres dirigem”, disse ela à agência Reuters. “Mas eu não tinha medo deles antigamente nem terei agora.”

Shakila e seu marido, o taxista Igbal Khan, abriram há quatro anos a Autoescola Naderi, perto do centro de Cabul, capital afegã. Na época, os setores mais rígidos da sociedade não economizaram em ofensas e ameaças. Num país muçulmano e ultraconservador, mulher dirigindo costuma ser sinônimo de pecado.
publicidade
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Agora, os moralistas andam menos barulhentos.

No Afeganistão, é comum mulheres se queixarem de olhares indesejados e assédio físico dentro dos microônibus lotados. Quase sempre, esse é o único meio de transporte público disponível. A dona de casa Khanum Gul Obedi, 46, tinha de andar durante horas por Cabul para levar seus filhos à escola e comprar comida. Mãe de duas adolescentes e casada com um deficiente, ela não podia pagar pelas tarifas de táxi de 300 afegãos (cerca de R$ 13, a corrida). Por isso, matriculou-se nas aulas de direção de Shakila. “Agora posso controlar minhas coisas, me sinto libertada.”

Khanum nunca abriu um livro além do Corão nem passou pelas portas de uma escola. Ela é iletrada, assim como a maioria das mulheres afegãs. Oitenta por cento delas são incapazes de ler ou escrever. Isso é o dobro da taxa de analfabetismo masculina do país.]

Shakila e seu marido leem cada página dos manuais de direção às alunas. No início, as aulas reuniam no máximo cinco mulheres. Hoje, 80 alunas lotam o curso, que dura 36 dias. Algumas vêm de outras províncias e têm de viajar para chegar à autoescola. Numa sala cheia de peças de carro e suja de graxa, Shakila ensina também como lidar com imprevistos mecânicos.

Muitas famílias negam as aulas de direção às mulheres. Os pais têm medo que suas filhas enveredem para o mau caminho. As próprias filhas de Shakila são exemplos disso. A família do pai proibiu que as duas meninas aprendessem a dirigir.

Os motoristas homens gostam provocar a professora. Quando ela está guiando, eles tentam empurrar seu carro para fora da pista. Muitas vezes, Shakila tem de reagir com manobras perigosas.
Apesar da repulsa do povo, o governo dá apoio à autoescola. O trabalho vale a pena. De acordo com o departamento de trânsito do país, no ano passado, Cabul foi a cidade que mais emitiu carteiras de motoristas para mulheres. Foram 312 contra 64 de Herat, a segunda colocada.

Shakila conta que, quando deixa a autoescola e caminha até seu carro, alguns homens costumam gritar: “Ei, você! Nós também sabemos dirigir”.

De cara amarrada, ela diz que reage de igual pra igual. “Uma vez, saí do carro, gritei de volta e dei-lhe um tapa tão forte que chegou a sangrar”, diz. “Depois voltei ao carro para ensinar as garotas.”

Fonte: Época

18/06/12

Campos do Jordão: para quem pode

Vila Capivari em Campos do JordãoPara os paulistanos de bem com a vida – e demais turistas, bien sûr –, é a largada para curtir ao máximo o que Campos do Jordão tem a oferecer. Nas ruas da Vila Capivari, onde o povo desfila seu figurino europeu, as vitrines exibem novas grifes e as baladas ligam seus estrobos. De carona nos carros importados, os preços também sobem a Mantiqueira (e vão além), mas a badalação de Campos consegue superar as aparências nos ótimos concertos do Festival de Inverno.
Aventura no Rancho
Legal mesmo é combinar atividades: para chegar à supertirolesa de 800 metros, por exemplo, pode-se ir a pé ou sobre o lombo de cavalos. Outros combos mixam arvorismo, tirolesa e rapel em circuitos com quatro níveis de dificuldade. (Avenida Pedro Paulo, 7997, 12/3663-7400)
Baden Baden
A cervejaria artesanal, hoje na cartela da Schincariol, virou símbolo de Campos do Jordão. Seja pela concorrida visita à produção (Rua Mateus da Costa Pinto, 1653, 12/3664-2004; R$ 10), seja pelo sempre lotado bar (Rua Djalma Forjaz, 93, Boulevard Geneve, 12/3663-3659), ponto etílico de maior lotação em Capivari.
Baladas
Chapelarias abarrotadas de cachecóis e sobretudos para o clima na pista esquentar de outras maneiras. A balada em Campos do Jordão começa na Vila Capivari, onde promoters circulam desde o meio da tarde para vender convites. Depois continua em bares como Safári Café, Villa di Phoenix e Mercearia Campos, para então seguir até as casas noturnas – Pucci (Rua Doutor Ribeiro de Almeida, 30, 11/3167-2067) e Phoenix- Sirena (Avenida José de Oliveira Damas, 582, 11/3663-3701) são as mais disputadas.
Bosque do Silêncio
publicidade
Não se trata de um passeio bucólico por jardins. O bosque é percorrido pelo alto, no circuito de arvorismo mais longo da cidade, com 28 atividades. Para fugir do silêncio, também há paintball, minigolfe e bikes. (Avenida Senador Roberto Simonsen, 12/3663-4122)
Campos Gelato
Quem gosta sabe: sorvete cai bem mesmo no frio. Especialmente se forem os da Campos Gelato. A matéria-prima importada entra nos cerca de 25 sabores, como gianduia e mascarpone com cereja. (Avenida Macedo Soares, 135, 12/3663-9045)
Casa da Xilogravura
O casarão abriga um respeitável acervo da arte de gravura em madeira entalhada, amealhado pelo professor Antonio Costella – que, com sorte, guia a visita. As peças são distribuídas em salas para artistas estrangeiros e nacionais (Lasar Segall, Lívio Abramo e Maria Bonomi estão presentes) e outras dedicadas ao cordel e à litogravura. (Avenida Eduardo Moreira da Cruz, 295, 12/3662- 1832; R$ 5)
Centro de Lazer Tarundu
A agitação na hípica convertida em parque é também de gente indo e vindo, mas com motivos nobremente mais radicais. Na Orbit Ball, ir e vir significa entrar em uma bola de plástico gigante e rolar ladeira abaixo. Ainda tem cavalgadas, tirolesa e patinação no gelo. (Acesso pela Avenida Ernesto Diederichsen, 12/3668-9595) 56 comida & romance Além das fondues... ludwig (Rua Aristides de Souza Melo, 50, 12/3663-5111). Por fora, chalé alpino. Por dentro, sobra requinte para acompanhar as receitas francesas. O classudo le Foyer (Rua Cantídio Pereira de Castro, 100, 12/3663-2767) tem como clássico o lombo de bacalhau ao forno.
Comida & Romance
Além das fondues... Ludwig (Rua Aristides de Souza Melo, 50, 12/3663-5111). Por fora, chalé alpino. Por dentro, sobra requinte para acompanhar as receitas francesas. O classudo Le Foyer (Rua Cantídio Pereira de Castro, 100, 12/3663-2767) tem como clássico o lombo de bacalhau ao forno.
Empório dos Mellos
Tem cara e jeito de mercearia de interior, mas cardápio de gente grande. O Empório, no bucólico Bairro dos Mellos, na zona rural, é tocado por uma cooperativa que planta as ervas, assa os pães e pilota a cozinha, de onde saem picadinho de filé com ovo e coq au vin. (Rua Elídio Gonçalves da Silva, 12/9748-3366)
Festival Internacional de Inverno
Em sua 43ª edição, o maior festival de música erudita da América Latina presta tributo ao centenário de Eleazar de Carvalho, virtuose da regência. Da abertura (em 30 de junho) ao encerramento (um mês depois) serão 60 concertos, em praças e no Auditório Cláudio Santoro, ele próprio motivo de visita – o jardim que o circunda é museu de esculturas a céu aberto, com a Pedra do Baú escancarada em frente. (Avenida Doutor Luís Arrobas Martins, 1880, 12/3662-2334)
Horto Florestal
Do mirante você tem ideia da dimensão do bosque que envolve as trilhas usadas para caminhadas idílicas – clima diametralmente oposto ao de Capivari. (Acesso pela Avenida Pedro Paulo, 12/3663-3762; R$ 6)
Market Plaza
“Shopping do João Dória”, “Iguatemi de Campos”... Esqueça as alcunhas, fique com as lojas. Além das compras, eventos atraem multidões, como o desfile de bebês, o de cachorros e a nova caminhada de sustentabilidade. (Avenida Macedo Soares, 499, 12/3663-5144; abre em 6 de junho)
Palácio Boa Vista
O casarão com vista para a Pedra do Baú, residência de inverno do governador, é percorrido na visita guiada pelo acervo. O patrimônio é respeitável: peças de modernistas, como Portinari, Tarsila, Brecheret, Volpi e Manabu Mabe. (Avenida Doutor Ademar de Barros, 3001, 12/3662- 1122; R$ 5).
As melhores opções de pousadas para reservar em Campos do Jordão, com tarifas especiais e garantia.
Fonte: Viaje Aqui


Banner Buenos Aires

11/06/12

Sideboob, o decote do momento



Quando eu era adolescente e alguma menina aparecia em uma festa com um decote tão profundo ou tão cavado nos lados que dava para ver a curvatura dos seios, a gente chamava a coisa de “pagar peitinho”. Agora, parece que a moda ganhou força total, sob o nome gringo de “sideboob” (ou peito lateral, no português).

O fenômeno começou pelos meus cálculos quando a atriz e cantora Miley Cirus foi fotografada correndo na rua com uma camiseta larga, sem sutiã (foto ao lado). Dava pra ver quase o peito todo da garota, que por pouco não expôs os mamilos. A imagem repercutiu e logo os veículos voltados para as celebridades começaram a mostrar outras famosas que aderiram à tendência.

Com o festival de Cannes, os vestidos de verão em seda e cetim evidenciaram todo tipo de “pagar peitinho”: quando eles aparecem pelos lados, ou mesmo quando o decote entre os seios é tão grande que dá até pra analisar se a celebridade tem ou não silicone. Kristen Stewart, musa da saga “Crepúsculo”, foi uma das corajosas que investiu no sideboob na Costa Azul (foto ao lado).

O tablóide Huffington Post até mesmo criou uma página em seu site apenas para os sideboobs (confira aqui). E na semana passada o jornal inglês The Guardian gerou polêmica ao questionar quais seriam as possíveis motivações por trás da invenção. Arianna Huffington, fundadora do tablóide, disse para o Guardian que o objetivo da página-homenagem aos decotes era puro humor. Será mesmo? Acredito que nesse caso a vontade de fazer piada caminha junto com o interesse pela audiência que os peitinhos trazem.

O que mais me pergunto é se essa moda veio pra ficar ou é apenas algo momentâneo e restrito às famosas. Não sei se eu encarava pagar um peitinho -ou melhor, sideboob. Primeiro porque me falta volume para a coisa ficar bonita. E depois porque morreria de medo de a roupa sair do lugar e eu acabar fazendo topless.

E você, encara um decotão desses? Acha que os sideboobs vieram pra ficar? Deixe seu comentário.

Fonte: Mulher 7x7

Banner Buenos Aires

28/05/12

Mandar fotos nuas pelo celular é algo biológico, afirma pesquisa

Cada vez mais celebridades e anônimos têm fotos íntimas divulgadas na Internet. Mas você sabia que isso pode ter uma explicação científica? De acordo com psicólogos da Society for Sex Therapy and Research (Sociedade Para Terapia e Pesquisa Sexual), boa parte das pessoas tem, em seu inconsciente, desejos sexuais que motivam este tipo de comportamento.

Um estudo recente demonstrou que 47% das mulheres se fantasiam de strippers ou dançarinas. E esse é o ponto de partida para esta teoria, que é levantada pela presidente da SSTAR, Marta Meana. Segundo ela, este dado mostra que as mulheres têm esta vontade de exibir seu corpo e de se sentirem sensuais. Por isso, tiram fotos nuas ou seminuas e enviam para seus parceiros.

“A maneira como as mulheres se sentem sobre seus corpos é fundamental para entender este tipo de comportamento. Ser desejada é uma sensação que qualquer mulher gosta”, avaliou Meana.

O sexting (envio de mensagens com tom erótico para os parceiros) é um “passatempo” que se torna cada vez mais comum na web ou no celular. Para Meana, isso é ainda mais facilitado pelos smartphones. Afinal, eles têm câmeras e acesso à Internet em poucos toques, o que facilita o compartilhamento de qualquer tipo de arquivo.

O problema é que estas imagens, muitas vezes, acabam parando nas mãos erradas. Seja por conta de hackers ou por vingança de ex-companheiros. Celebridades como Carolina Dieckmann, Jessica Alba, Rihanna, Miley Cyrus, Ke$ha, Chris Brown e Brett Favre já passaram por isso. Portanto, sendo uma atitude justificável pela ciência ou não, é sempre bom estar atento(a) na hora de tirar e compartilhar este tipo de imagem.


Banner Buenos Aires

25/05/12

20 Alimentos Afrodisíacos



O gosto, o cheiro e a textura dos alimentos podem afetar, direta ou indiretamente, nos desejos sexuais. Mas quais os alimentos afrodisíacos que ajudam os casais a despertar a libido? Selecionamos 20 opções. Escolha as suas e se entregue à paixão!

1. Ostras: São consideradas afrodisíacos devido ao seu alto teor de zinco, que ajuda a produzir esperma e aumentar a libido. Ostras cruas servidas com uma taça de vinho tornam a refeição muito romântica!
2. Morangos: Com o formato de um coração, o morango com chantily servido, tradicionalmente, em uma taça é muito sexy.
3. Camarão: Suculento, o camarão é um alimento muito rico em iodo. Além disso, é conhecido por aumentar o desejo sexual.
4. Azeitonas: Azeitonas e azeite de oliva são saudáveis para o coração e considerados alimentos saborosos para o amor. Talvez, por esse motivo, os italianos tenham fama de serem tão românticos.
5. Aveia: Incentiva a liberação de testosterona em homens, aumentando seus impulsos sexuais.
6. Aspargos: Contém ácido fólico e vitamina B, itens muito importantes para as mulheres, pois ajudam a manter o coração saudável e, ainda, na fertilidade.
7. Framboesas: Sensualmente doce, essa fruta é ideal para sobremesa.
8. Ervas e Temperos: (manjericão, cravo, alho, gengibre, ginseng, pimenta asafetida). Atuam como feromônios, estimulando as emoções pelo cheiro, além de estimular o sistema circulatório e o fluxo do sangue.
9. Caviar: Com vitaminas, fósforo e outros minerais, o caviar é um alimento elegante e afrodisíaco. Ideal para incluir em um jantar a dois.
10. Mel: Muitos medicamentos nos tempos egípcios eram feitos à base de mel e curavam esterilidade e impotência. O mel é rico em vitamina B, que é necessária para a produção de testosterona. Ele também contém boro, que ajuda o organismo a metabolizar hormônios estrógenos.
11. Amêndoas: Consideradas símbolo de fertilidade, as amêndoas são ricas em vitamina E, nutriente importante para um corpo saudável e fértil.
12. Romã: Este fruto vermelho-rubi com sementes suculentas é um dos símbolos da fertilidade. As romãs melhoram o fluxo sanguíneo, proporcionando um aumento considerável da sensibilidade genital.
13. Abacate: O abacate é considerado uma fruta erótica pelo seu formato, que lembra o útero. Ele também é rico em ácido fólico, vitamina B6 e potássio, que ajudam a fortalecer o sistema imunológico.
14. Banana: Banana é rica em potássio, magnésio e vitamina B, que são dois componentes para a produção de hormônios sexuais. Também contém sais minerais quelantes e a enzima bromelina, que aumentam a libido masculina. Além disso, a banana possui carboidratos, dando energia suficiente para uma longa noite de amor.
15. Pimenta: Estimulante para os sentidos, a pimenta contém capsaicina, uma substância química que estimula as terminações nervosas e aumenta o calor do nosso corpo. A pimenta também liberam endorfinas, que fazem aumentar nosso desejo sexual.
16. Chocolate Escuro: Contém uma série de compostos que incluem a anandamida, provocando uma sensação de bem-estar, e feniletilamina, a “química do amor”, que libera dopamina no cérebro durante os picos do orgasmo. Isso ajuda a induzir sentimentos de atração, excitação e euforia.
17. Baunilha: O aroma e o sabor inebriante da baunilha são ricos em poderes afrodisíacos alimente o seu amor com creme de baunilha enquanto queima uma vela perfumada com a mesma escência e veja o seu desejo sexual florescer.
18. Figos: excelente fonte de ferro e potássio – dois minerais essenciais para a saúde sexual, os figos têm uma carne rosa muito exótica e doce. Existem diversas histórias associadas ao figo. Eles são mencionados na Bíblia - Adão e Eva usavam folhas de figueira para cobrir suas partes íntimas. Era também a fruta favorita de Cleópatra, e os gregos antigos o tinham como algo muito sagrado, associando-os ao amor e à fertilidade.
19. Aipo: Conhecido por conter androsterona, um hormônio masculino que é capaz de estimular o desejo sexual nas mulheres.
20. Vinho Tinto: Contém um antioxidante conhecido como resveratrol, que, segundo estudos, tem a capacidade de aumentar a produção de estrogênio. Isso leva a um aumento do apetite sexual. Um ou dois copos é o bastante para relaxar e estimular os nossos
sentidos.


Fonte: Uma Mulher

Banner Buenos Aires

24/05/12

Cuidados necessários no banho do Outono



O Outono, com suas noites mais frescas convida a um banho quente e relaxante, e com ele pode se conseguir descanso e beleza já que é um dos poucos prazeres do dia a dia corrido durante a semana...

Nos últimos anos, com o advento da tecnologia de cosméticos, o banho quente pode sim ser uma excelente ocasião para recompor-se e também tratar da pele e dos cabelos. Não há mais porque proibi-lo tão rigorosamente. O prosaico banho diário de chuveiro pode adquirir novo status com algumas dicas e sugestões.

Que tal fazer de conta que está numa sauna, jogando um pouquinho de essência de eucalipto no chão do box? Com o vapor produzido pela água bem quente, haverá sensação de que se está numa verdadeira sauna, com o cheirinho característico e tudo. Há um considerável alívio para quem está com sintomas respiratórios, gripes, tosses, gargantas cansadas, além do prazer reconfortante que a inalação do eucalipto traz.

Os sabonetes atualmente podem ser verdadeiros tratamentos, envolvendo o corpo todo em espumas perfumadas que lavam e lubrificam. Se a pele de seu corpo tende a ressecar, procure os que são ricos em silicone, óleos lubrificantes (amêndoas, avelã, germe de trigo, abacate, castanha), nutrientes como mel, frutas, vanila, suavizantes como glicerina e alantoina.

publicidade
A camada mais superficial, de células mortas, vai se tornando áspera em determinados pontos. Friccione uma bucha nas áreas grossas e ásperas dos joelhos, costas e pés.

Pés cansados se recompõe num passe de mágica se você puder tapar o ralo do box que tenha certa profundidade, deixando-os numa certa imersão enquanto se toma banho. Isto amolece a pele grossa e atenua dores. Ao sair do chuveiro, massageie-os com hidratante, sentada confortavelmente numa poltrona, enrolada num roupão felpudo. Você verá que a pele grossa dos calcanhares, calos, joanetes vai em parte se despregando.

É hora para o corte das unhas, a retirada de material que se acumula sob elas, a liberação de cantinhos encravados, afastamento das cutículas. Aplique generosamente creme hidratante com ureia e alantoina nos pés e unhas. Resultado: pés macios, bonitos e descansados, com unhas finas e polidas.

23/05/12

Dieta Anti-TPM

Que as mulheres são infinitamente mais sensíveis, todo mundo já sabe e, por causa dessa sensibilidade à flor da pele, qualquer distúrbio emocional é motivo para que a alimentação compense isso. Na maioria das vezes, os doces acabam sendo alvo dessa fome aparentemente infundada.

Normalmente, o metabolismo feminino é lento, e as mulheres têm tendência ao acúmulo de gordura nos quadris. Quando chega a fase da TPM, os hormônios estão completamente fora de sintonia e, ainda, há um inchaço corporal, o que faz com que a maioria das mulheres engorde de 1 a 2 kg nesse período.

Guerra à TPM

Existem mais de 120 sintomas da tensão pré-menstrual, tanto físicos quanto emocionais e comportamentais. O estresse e a má alimentação estão na lista dos fatores que aumentam a intensidade desses sintomas. Por isso, o ideal é investir em uma alimentação com ingredientes que forneçam proteína, magnésio, cálcio e vitamina B. Então, que tal seguir uma dieta em que, além de garantir a perda do pesinho extra, ameniza os sintomas dessa fase tão delicada para a mulher?

Cardápio de um dia para mulheres na TPM (analisado pela nutricionsita Vivian Goldberg, do Instituto Emagrecentro)
Atenção! É necessário priorizar alimentos fonte de Vitamina C e B e mineral selênio.

Café da manhã
- 1/2 xícara (chá) de farelo/flocos de aveia integral
- 3 damascos secos
- 1 copo de iogurte desnatado
- 1 copo (200 ml) de suco de laranja

Lanche da manhã
- 1 unidade de mexerica
publicidade
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Almoço
- 1 prato (raso) de salada de folhas verdes temperada a gosto
- 2 almôndegas de frango com molho ao sugo
- 1 fatia de suflê de legumes
- 1 copo (100 ml) de limonada

Lanche da Tarde
- 1 copo (200 ml) de suco de laranja + acerola + mamão

Jantar
- 1 filé de pescada branca grelhada
- 3 colheres (sopa) de purê de batatas

Ceia
- 1 barrinha individual (30 g) de chocolate 70% cacau

Cardápio de um dia para mulheres na Pós-TPM
Atenção! É necessário priorizar vitaminas do complexo B, tais como gema de ovo, carne vermelha, leite e derivados.

Café da manhã
- 2 unidades de torradas
- 1 colher (sopa) de geleia diet
- 1 xícara (chá) de leite desnatado com café

Lanche da manhã
- 1 copo (200 ml) de suco de frutas natural de sua preferência

Almoço
- 1 prato de agrião com 1/2 cebola
- 1 filé bovino médio grelhado
- 3 colheres (sopa) de jardineira de legumes

Lanche da Tarde
- 1 unidade de maçã ou pera

Jantar
- 3 torradas canapé
- 1 omelete de 2 ovos com 1 fatia fina de queijo branco e ervas finas

Ceia
- 1 maçã média cozida com canela e adoçante

Fonte: Uma Mulher